A Associação Parkinson do RS - APARS, fundada em 2002, tem o propósito de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas afetadas pela doença de Parkinson e de seus familiares. É uma entidade sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, de caráter beneficente e educativo. Sobrevive unicamente graças à sua contribuição, pois não possui nenhuma outra fonte de receita. Entre as ações que estamos realizando estão: apoio, orientação e informações aos portadores da doença de Parkinson, seus familiares e cuidadores; palestras a cargo de profissionais da saúde, tais como neurologistas, neurocirurgiões, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, entre outros, e promover ações junto a entidades públicas visando garantir o acesso regular aos medicamentos.
Nossas atividades se desenvolvem na AMRIGS e IPA, os quais nos apoiam e ainda contamos com o suporte do SIMERS e Naturovos.

sábado, 10 de julho de 2010

Estilista mantém o dom de desenhar
10 de julho de 2010 | Mesmo convivendo com as limitações próprias de um parkinsoniano, o estilista e produtor de moda Érbio Schmidt, 68 anos, mantém a mente e o corpo focados na paixão pela arte. É isso que o ajuda a sobreviver à enfermidade, que já caminha para um estágio mais avançado.

Érbio não abre mão de frequentar as aulas de ginástica oferecidas pela Associação Parkinson do Rio Grande do Sul, realizadas na Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs), em Porto Alegre. Lá, além de receber apoio dos colegas, faz exercícios físicos que lhe ajudam a ter mais equilíbrio, coordenação motora, resistência, flexibilidade e força. (segue...) Fonte: Zero Hora.

Uma voluntária que gosta de dançar
10 de julho de 2010 | A presidente da Associação Parkinson do Rio Grande do Sul, Ângela Maria Possebom Garcia, 55 anos, é daquelas pessoas que parecem estar sempre ligadas na tomada: gosta de viajar, participar de festas, cantar no videokê, ama fazer compras e vive curtindo seu neto. Vaidosa, tem o hábito de todos os dias pela manhã sair de casa bem cedo, pronta e maquiada. Quase impossível presumir que ela é portadora da doença de Parkinson. (segue...) Fonte: Zero Hora.

Nenhum comentário: