A Associação Parkinson do RS - APARS, fundada em 2002, tem o propósito de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas afetadas pela doença de Parkinson e de seus familiares. É uma entidade sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, de caráter beneficente e educativo. Sobrevive unicamente graças à sua contribuição, pois não possui nenhuma outra fonte de receita. Entre as ações que estamos realizando estão: apoio, orientação e informações aos portadores da doença de Parkinson, seus familiares e cuidadores; palestras a cargo de profissionais da saúde, tais como neurologistas, neurocirurgiões, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, entre outros, e promover ações junto a entidades públicas visando garantir o acesso regular aos medicamentos.
Nossas atividades se desenvolvem na AMRIGS e IPA, os quais nos apoiam e ainda contamos com o suporte do SIMERS e Naturovos.

domingo, 10 de maio de 2015

Documentos e Exames Necessários para Solicitação Administrativa de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica

Aplicável ao item "Medicamentos Gratuitos (Procedimentos)" do menu Início/ LINKS INTERNOS acima.

Atenção: Particularmente os médicos neurologistas que emitem documentos necessários para Solicitação Administrativa de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica!

O Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria da Saúde, emitiu a VERSÃO ABRIL.2015, Página 1 de 101, Documentos e Exames Necessários para Solicitação Administrativa de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica.

Nesta versão, determina que os critérios dos diagnósticos da doença de Parkinson idiopática, sejam emitidos conforme o estudo anatomo-patológico do Banco de Cérebros da Sociedade de Doença de Parkinson do Reino Unido, atualmente chamado de Banco de Cérebros Queen Square.

Adiante, segue, da Fonte: Blog Neurologia em Foco, de Pedro Renato de Paula Brandão. Médico Neurologista - CRM-DF 18853.

Doença de Parkinson idiopática.
Critérios diagnósticos do Banco de Cérebros de Londres (Queen Square Brain Bank).
Redijo, abaixo, uma tradução livre dos clássicos critérios diagnósticos da doença de Parkinson idiopática, conforme o estudo anatomo-patológico do Banco de Cérebros da Sociedade de Doença de Parkinson do Reino Unido, atualmente chamado de Banco de Cérebros Queen Square.

Para o artigo original, favor se direcionar ao link abaixo da tabela.

Doença de Parkinson idiopática. Critérios diagnósticos do Banco de Cérebros de Londres (Queen Square Brain Bank).

Redijo, abaixo, uma tradução livre dos clássicos critérios diagnósticos da doença de Parkinson idiopática, conforme o estudo anatomo-patológico do Banco de Cérebros da Sociedade de Doença de Parkinson do Reino Unido, atualmente chamado de Banco de Cérebros Queen Square.

Para o artigo original, favor se direcionar ao link abaixo da tabela.
Hughes AJ, Daniel SE, Kilford L, Lees AJ. Accuracy of clinical diagnosis of idiopathic Parkinson’s disease. A clinico-pathological study of 100 cases. JNNP 1992;55:181-184.

Para quem se interessar, há uma referência de uma força tarefa da Movement Disorders Society, com uma avaliação crítica, baseada em evidências, avaliando a acurácia dos critérios diagnósticos para a doença de Parkinson e outras síndromes parkinsonianas. Sugiro, portanto, a leitura deste artigo:

Litvan I, Bhatia KP, Burn DJ, et al. Movement Disorders Society Scientific Issues Committee report: SIC Task Force appraisal of clinical diagnostic criteria for Parkinsonian disorders. Mov Disord 2003;18:467–486.

A versão original do critério também está publicada em inúmeros sites na internet, incluindo o do NIH e da National Parkinson Foundation.

VERSÃO ABRIL.2015 dos DOCUMENTOS E EXAMES NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO ADMINISTRATIVA DE MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO

COORDENAÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

DOCUMENTOS E EXAMES NECESSÁRIOS PARA

SOLICITAÇÃO ADMINISTRATIVA DE MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

− DOENÇAS QUE POSSUEM

 PROTOCOLO CLÍNICO E DIRETRIZES TERAPÊUTICAS (PCDT

PUBLICADO PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE


- VERSÃO ABRIL.2015


Documentos e Exames Necessários para

Solicitação Administrativa de Medicamentos

do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica


PARA TODAS AS SOLICITAÇÕES DEVEM SER ENVIADOS, ALÉM DOS DOCUMENTOS / EXAMES DESCRITOS PARA CADA MEDICAMENTO, OS SEGUINTES DOCUMENTOS:

- Cópia dos documentos: carteira de identidade, CPF, cartão SUS e comprovante de residência do paciente.

- Cópia dos documentos: carteira de identidade, CPF, cartão SUS e comprovante de residência do responsável legal (para pacientes menores de 18 anos).

- Receita médica original adequada ao tipo de medicamento (controle especial, notificação de receita ou receituário simples) atualizada com assinatura e carimbo do médico com CRM legível, e a descrição do medicamento de acordo com a Denominação Comum Brasileira, dose por unidade posológica (concentração), apresentação (comprimido, drágea, cápsula, xarope, spray, etc...), posologia e duração do tratamento.

- LME (Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de medicamento).

- Formulário Cadastro de Usuários (somente para usuários que realizam a primeira solicitação administrativa de medicamentos à SES/RS)

- Termo de Esclarecimento e Responsabilidade (conforme PDCT).


Segue um extrato restrito aos medicamentos para parkinson:








Fonte: Saúde.gov.rs.

Nenhum comentário: