A Associação Parkinson do RS - APARS, fundada em 2002, tem o propósito de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas afetadas pela doença de Parkinson e de seus familiares. É uma entidade sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, de caráter beneficente e educativo. Sobrevive unicamente graças à sua contribuição, pois não possui nenhuma outra fonte de receita. Entre as ações que realizamos estão: apoio, orientação e informações aos portadores da doença de Parkinson, seus familiares e cuidadores; palestras a cargo de profissionais da saúde, tais como neurologistas, neurocirurgiões, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, entre outros, e promover ações junto a entidades públicas visando garantir o acesso regular aos medicamentos.
Nossas atividades se desenvolvem na AMRIGS e IPA, os quais nos apoiam e ainda contamos com o suporte do SIMERS e Naturovos.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Farmácia do PAM está com medicamento em falta
O medicamento Prolopa, utilizado no tratamento da doença, tem uma distribuição de 8 a 9 a mil unidades mensais em Passo Fundo
23/7/2011 - O Mal de Parkinson é uma doença degenerativa do sistema nervoso, que afeta a atividade muscular do ser humano. Entre os principais sintomas estão tremedeiras de diferentes intensidades, falta de movimentos e dificuldades de andar. Não é conhecida uma cura para a doença, apenas tratamentos com remédios para diminuir a intensidade dos sintomas.

Os moradores de Passo Fundo, que recebem um destes medicamentos para o tratamento do Mal de Parkinson, através da farmácia do posto Atendimento Médico (PAM), estão enfrentando um problema ainda maior. A droga Prolopa, que age no tratamento da doença, está em falta, deixando várias pessoas sem o uso do remédio. (segue...) Fonte: Diario da Manhã Passo Fundo. Matéria citada no Facebook de Nemercio Perdigão.

Nenhum comentário: